1. O motorista do veículo A aproxima-se de uma curva acentuada à direita, conforme a figura. Poderá perder o controle do veículo, sair da faixa de rolamento e colidir com o veículo que trafega em sentido contrário, em função da ação da força centrífuga. Para evitar esse tipo de colisão, um motorista defensivo deverá:

A) aumentar a velocidade na curva e manter-se à esquerda.
B) frear o veículo no meio da curva e manter-se à esquerda.
C) manter-se à direita e diminuir a velocidade antes da curva.
D) manter-se à direita e aumentar a velocidade antes da curva.
E) diminuir a velocidade e manter-se à esquerda.

2. Analise a figura.“Quem tem prioridade numa cidade: o automóvel ou o serhumano?”Analisando a figura e a questão acima é correto afirmar que qualquer condutor habilitado de veículos, mesmo não tendo conhecimentos profundos sobre Direção Defensiva,com base no bom senso, responderá que":

A) muitos condutores cometem infrações de trânsito que deveriam ser atribuídas somente aos pedestres.
B) a calçada e as ruas são vias de trânsito de veículos e qualquer pedestre é um risco à segurança no trânsito.
C) os pedestres, principalmente os idosos e os portadores de necessidades especiais, somente devem circular em horários de pouco fluxo de veículos.
D) qualquer ser humano é mais importante do que qualquer máquina.
E) os pedestres contribuem para a ocorrência de acidentes de trânsito ao cruzarem as vias fora das faixas de travessia sinalizadas.

3. Cristina conduzia em alta velocidade seu veículo em uma rodovia, quando, de repente, começou uma forte chuva. Sem que ela percebesse, seu veículo sofreu o fenômeno da aquaplanagem, que ocorre, pela combinação dos seguintes fatores:

A) velocidade reduzida, chuva e pneus “carecas”.
B) falta de atenção e pavimentação ruim da pista.
C) pequena distância entre os veículos em circulação e falta de cuidado nas curvas.
D) alta velocidade, excesso de água na pista e pneus em mau estado.
E) alta velocidade, falta de destreza do condutor e suspensão do veículo em mau estado.

4. “Dirigir de modo a evitar acidentes, apesar dos erros dos outros motoristas e das condições adversas do trânsito e do tempo, preservando a vida humana e o meio ambiente.”O texto refere-se ao conceito de:

A) Mecânica preventiva.
B) Direção Defensiva.
C) Dispositivo de Segurança.
D) Policiamento Ostensivo de Trânsito.
E) Operação de Trânsito.

5. Todo condutor habilitado deve praticar a Direção Defensiva constantemente. O motorista defensivo deve saber que condições adversas são:

A) as particularidades de cada veículo, seus equipamentos e acessórios.
B) as reciclagens que todo condutor deve fazer periodicamente para aumentar sua habilidade ao dirigir.
C) os itens do veículo que interferem diretamente na segurança, como os freios, a direção e a suspensão.
D) os fatores ou combinações de fatores que contribuem para aumentar as situações de risco no trânsito, comprometendo a segurança.
E) os procedimentos de segurança que o motorista defensivo deve adotar para contribuir com o fluxo de veículos em uma via.

6. Os preceitos da Direção Defensiva indicam que o condutor do veículo deve manter a atenção durante todo o tempo. Para respeitar o CTB, propiciar segurança aos passageiros e manter a atenção, o condutor responsável e defensivo deve saber que a forma correta de transportar bebês nos veículos é:

A) o bebê deve ficar no colo de um adulto sentado no banco de trás, sendo que esse adulto deve usar devidamente o cinto de segurança.
B) o bebê deve ficar no banco da frente com assento de segurança.
C) o bebê deve ficar no banco do passageiro, à direita do motorista, sem assento de segurança, mas com o cinto de segurança sempre.
D) mãe e bebê devem ficar no banco da frente, utilizando o mesmo cinto de segurança.
E) o bebê deve ficar no assento de segurança, virado para a traseira do veículo, utilizando o cinto de segurança desse tipo de assento, bem como o cinto do veículo deve manter o assento de segurança firme no banco de trás do veículo.

7. O ônibus à sua frente parou no ponto e, então, você decide ultrapassá-lo. Nesse caso, o procedimento mais adequado é:

A) sinalizar e ultrapassá-lo rapidamente.
B) sinalizar, ultrapassar devagar, verificando se o coletivo não está sinalizando saída e observando se não há pedestres atravessando a rua à frente do coletivo.
C) buzinar, avisando a manobra de ultrapassagem.
D) ultrapassá-lo o mais rápido possível, antes que os passageiros desçam e efetuem a travessia.
E) parar atrás do ônibus, esperar que ele reinicie o movimento e, então, efetuar a ultrapassagem pela direita.

8. Em uma rodovia de pista dupla, em região serrana, você está dirigindo sozinho, à noite, sob intensa neblina, e se envolve em um acidente do tipo engavetamento, em que há diversos veículos atravessados na pista. Você não sofre lesões. Sendo o seu o último automóvel, o procedimento mais adequado é:

A) percorrer todos os carros à frente e, se houver vítimas, removê-las imediatamente dos automóveis.
B) permanecer no interior de seu veículo até chegar o policiamento rodoviário.
C) sair cuidadosamente de seu veículo para tentar sinalizar a pista, a fim de evitar outras colisões, e acionar o policiamento.
D) procurar levar seu veículo para o acostamento para não danificá-lo ainda mais.
E) engatar a marcha à ré, contornar o engavetamento pelo acostamento e seguir viagem com mais cuidado.

9. Certo condutor vai guiar pela primeira vez um veículo diferente do seu, bem mais moderno. Segundo os preceitos da Direção Defensiva, o procedimento correto a adotar é:

A) dirigir com atenção, uma vez que os carros modernos são equipados com comandos complicados.
B) portar a documentação do veículo, procurar conhecer todos os comandos do veículo antes deconduzi-lo, bem como fazer os devidos ajustes nos espelhos retrovisores e no banco do condutor.
C) informar-se com o proprietário sobre o seguro do automóvel e como acionar socorro, se necessário.
D) dirigir devagar e, em caso de dúvida, estacionar o veículo e solicitar auxílio ao agente de trânsito.
E) portar a documentação do veículo; portar o manual do veículo, caso necessite consultá-lo; e dirigir com habilidade.

10. Em descida de serra, em declive, o procedimento correto para não forçar os freios e nem aquecê-los em demasia é:

A) bombear continuamente os freios para aumentar a sua pressão.
B) colocar em ponto morto e usar somente os freios para economizar combustível.
C) descer com o câmbio engrenado.
D) colocar a primeira marcha e descer acelerando.
E) usar o freio de estacionamento (mão) como freio auxiliar.

11. Durante a chuva, o condutor deve acionar o limpador de pára-brisa do veículo e:

A) deixar uma abertura nos vidros.
B) acionar a ventilação do veículo.
C) acender pelo menos as luzes de posição.
D) ligar o desembaçador traseiro.
E) acender as luzes altas.

12. Para dirigir com maior segurança, a forma correta de segurar o volante de direção é com as mãos:

A) apoiadas na parte externa do volante, em posição similar à “oito horas e vinte minutos” do relógio.
B) juntas, na parte de baixo.
C) apoiadas na parte externa do volante, em posição similar à “nove horas e quinze minutos” do relógio.
D) nos raios do volante.
E) juntas, em cima.

13. Ao dirigir em uma rodovia, o condutor entra em um trecho com neblina muito intensa, praticamente impedindo a visão. Nessa situação ele deve:

A) prosseguir a viagem com velocidade reduzida, acionando os faróis altos.
B) manter velocidade alta, pois algum veículo pode bater na traseira do seu veículo, e acionar o piscaalerta.
C) parar no acostamento, ligando as luzes de posição do veículo.
D) procurar um local seguro, fora da pista, para parar o veículo e aguardar a melhoria da visibilidade.
E) prosseguir a viagem com velocidade reduzida, acionando as luzes do pisca-alerta.

14. Vera é mãe de duas crianças em idade escolar, com 5 e 9 anos de idade. Certo dia, apanhou seus filhos na escola e, no caminho para casa, enfrentou tráfego “pesado”. As crianças brincavam soltas no banco traseiro e gritavam sem parar. Em certo momento, o veículo em movimento, à velocidade de 40 km/h, Vera voltou-se para as crianças, afim de repreendê-las. É possível concluir que Vera agiu:

A) corretamente, pois as crianças devem ser transportadas no banco traseiro e em silêncio, conforme preconizado no CTB.
B) corretamente ao voltar-se para trás a fim de repreender as crianças durante o trajeto, pois tinha que se concentrar no trânsito, conforme preceitos da Direção Defensiva.
C) incorretamente, pois deveria ter repreendido as crianças somente ao chegar em casa, conforme regra do CTB.
D) corretamente, de acordo com o CTB.
E) incorretamente, pois o fato de ter-se voltado para trás pôs em risco a atenção da condutora ao volante, e, consequentemente, a segurança, além de ter esquecido de fixar o cinto de segurança nas crianças.

15. O veículo A está seguindo o veículo B mantendo certa distância, conforme recomenda os preceitos de Direção Defensiva, bem como as normas de trânsito. Nesse caso, é CORRETO afirmar que a distância do veículo A para o veículo B:

A) facilita a colisão do veículo A com o veículo B.
B) dificulta a frenagem e facilita a colisão entre os veículos.
C) possibilitará a freada brusca do veículo A, para não colidir com o veículo B.
D) diminui a probabilidade de colisão do veículo A com o veículo B.
E) diminui a distância para frenagem do veículo A.

16. Para transpor uma passagem de nível com uma ferrovia, sem cancela, o condutor deve:

A) parar o veículo, olhar para ambos os lados e efetuar o cruzamento com segurança.
B) reduzir a velocidade e cruzar a via férrea.
C) buzinar e cruzar a via férrea.
D) acender os faróis do veículo e cruzar a via férrea.
E) efetuar a travessia bem devagar.

17. Em certa rodovia, há um acentuado desnível entre a pista e o acostamento. Por descuido, você saiu com as duas rodas da direita para fora da pista. Nessa situação, dentre as opções abaixo, a conduta correta é:

A) voltar imediata e rapidamente à pista, pois é proibido trafegar pelo acostamento.
B) diminuir a velocidade lentamente, verificando se não há veículos que se aproximam e, então, sinalizar e efetuar com cautela e adequadamente a manobra de retorno à pista.
C) trafegar pelo acostamento e, rapidamente, iniciar a manobra de retorno.
D) aumentar bastante a velocidade para facilitar a manobra de retorno à pista.
E) diminuir bastante a velocidade, parando momentaneamente no acostamento, e depois retornar à pista.

18. A forma correta de parar o carro em uma ladeira, com acentuado aclive, ou seja, no sentido da subida, a fim de aguardar a abertura do semáforo, é:

A) acionar os freios de serviço (pedal) inicialmente e, em seguida, o de estacionamento (mão), colocando o veículo simultaneamente em ponto morto.
B) manter o veículo com a embreagem patinando, para facilitar a saída e impedir que ele retorne.
C) acionar o freio de estacionamento (mão) e engatar a primeira marcha, mantendo a embreagem levemente solta para sair mais rápido.
D) acionar o freio de serviço (pedal) e, em seguida, engatar a 1a marcha.
E) segurar o freio somente com o freio de serviço (pedal).

19. Você está em uma via secundária e vai entrar em uma rodovia de alta velocidade e com grande volume de tráfego. A forma mais adequada de efetuar essa manobra é:

A) sinalizar e entrar lentamente, conforme legislação vigente.
B) entrar na faixa da direita da rodovia e então acelerar para ganhar velocidade, conforme regra do CTB.
C) entrar em velocidade reduzida, conforme preceito da Direção Defensiva.
D) entrar na rodovia e, logo em seguida, se encaminhar para a faixa da esquerda.
E) sinalizar, ganhar velocidade na pista de aceleração (se houver) ou no acostamento, de forma a entrar na pista já em velocidade compatível com a da rodovia, diminuindo o risco de “fechar” os demais veículos.

20. O trânsito de veículos nos acostamentos de rodovias é permitido:

A) quando, devido à problema mecânico, o veículo estiver lento.
B) quando a pista estiver congestionada.
C) para ultrapassagem de veículos muito lentos.
D) para rebocar um veículo acidentado ou com problemas mecânicos.
E) para acessar imóveis lindeiros ou fazer conversões.

21. Certo motorista presenciou um atropelamento em uma via urbana, em que a vítima sofreu ferimentos generalizados, permanecendo deitada na pista. O condutor envolvido fugiu do local do acidente com seu veículo. Nesta situação, deve-se, imediatamente:

A) perseguir o veículo envolvido no acidente.
B) colocar a vítima sentada, para facilitar a respiração.
C) arrastar a vítima para o passeio.
D) colocar a vítima em seu veículo e removê-la para um hospital.
E) sinalizar o local e acionar o serviço de resgate (atendimento médico especializado).

22. Uma pessoa estava trafegando por uma via quando viu um acidente de trânsito. Parou seu veículo em local seguro e foi colaborar no socorro às vítimas. Soube que uma das vítimas não estava usando o cinto de segurança, foi arremessada para fora do veículo, bateu a cabeça e as costas e desmaiou. A ajuda neste tipo de caso é importante, mas, se a vítima for movimentada poderá ocorrer:

A) hérnia de disco.
B) bico de papagaio.
C) infecção óssea.
D) agravamento da lesão da coluna vertebral.
E) luxação dos músculos das costas.

23. Em uma avenida ocorre um acidente com vítimas presas nas ferragens. O serviço de atendimento às emergências mais indicado para ser acionado nesse tipo de situação é:

A) o Resgate do Corpo de Bombeiros.
B) a ambulância do hospital.
C) a Polícia Rodoviária Federal e a Polícia Militar.
D) a Polícia Militar.
E) o Serviço de Resgate Privado, se o acidentado possuir convênio médico.

24. Uma vítima de acidente de trânsito apresenta fratura localizada na perna esquerda. Enquanto se aguarda o resgate, deve-se:

A) agasalhar a vítima, forrar a superfície onde ela está deitada e dar-lhe um comprimido de Voltaren.
B) estimular a circulação do local fraturado por meio de massagem local.
C) não movimentar a vítima.
D) imobilizar a perna por meio de tipóia.
E) fazer pressão firme diretamente no local da fratura, com um pano, gaze ou lenço.

25. Em uma rua há um carro em chamas após colisão frontal com outro veículo. Nesse caso, recomenda-se

A) usar o extintor dirigindo o jato para o meio do fogo.
B) usar o extintor com movimentos em forma de “X”.
C) posicionar o extintor na posição horizontal, antes de acionar o gatilho.
D) jogar o conteúdo do extintor aos poucos.
E) empregar, se possível, vários extintores ao mesmo tempo.

26. O atendimento inicial a um acidentado com sangramento intenso em um dos braços deve ser a aplicação de:

A) talas acima do local do sangramento.
B) compressão no local do sangramento com gaze ou pano limpo.
C) pressão indireta nos pontos arteriais.
D) bandagem tipo tipóia.
E) talas abaixo do local de sangramento.

27. Devido à tempestade, os cabos elétricos se romperam e estão sobre um carro com três passageiros. Nessa situação, o procedimento indicado é:

A) retirar, ao mesmo tempo, os cabos e os passageiros do carro.
B) solicitar ajuda de outros motoristas para a retirada dos passageiros, sem provocar a movimentação do carro.
C) retirar os cabos, enquanto se aguarda o resgate.
D) retirar os passageiros após afastar os cabos com um cano de ferro.
E) orientar os passageiros para que permaneçam no interior do carro aguardando o resgate adequado.

28. As três regras fundamentais de primeiros socorros são:

A) verificar quem pode ajudá-lo; deixar o acidentado com o mínimo possível de roupa e não fazer nada, se não souber o que fazer.
B) não entrar em pânico; pensar nas condutas a serem tomadas e avaliar os riscos, para o acidentado, dessa decisão.
C) aquecer o acidentado por meio da oferta de bebida quente; avaliar a situação e conversar de forma calma com o acidentado.
D) afastar os curiosos; telefonar para o serviço de resgate e oferecer alimentos doces para o acidentado.
E) tranqüilizar o acidentado; estimular a circulação do local fraturado por meio de massagem local e atuar com rapidez.

29. Um acidentado apresenta deformidades e pequeno sangramento em uma das pernas. Ele sai andando, com dificuldade, do local do acidente. Nesse caso, recomenda-se:

A) orientá-lo a aguardar o socorro chegar para melhor avaliação.
B) fazer tração no membro lesado.
C) cobrir o ferimento com curativo compressivo, após aplicação de pomada antibiótica.
D) alinhar os ossos e colocar uma tala.
E) cobrir o ferimento e imobilizar a perna lesada, fazendo a tração.

30. Uma das regras fundamentais para fazer a sinalização do acidente é:

A) iniciar a sinalização após o acidente ser visível.
B) sinalizar o local até a uma distância de 3 metros do acidente.
C) selecionar pessoas vestidas com roupas de cor branca para fazer a sinalização.
D) não sinalizar com materiais encontrados nas imediações tais como os galhos de árvores e latas.
E) não permitir que curiosos parem na via destinada ao tráfego.

0 de 30